Logo Ilimitado

⤹ Inscreva-se no YouTube⤵

Bate-Papo com o escritor Waldeny Andrade

Publicado às | 29.11.17
Jornalista e escritor Waldeny Andrade - Foto Pedro Augusto Benevides -2017
Por Luiz Conceição - O jornalista e escritor Waldeny Andrade abrirá às 18 horas do dia 5 de dezembro na Biblioteca Municipal Plínio de Almeida, no Espaço Cultural Josué Brandão, no bairro Conceição, o inédito projeto Bate-Papo com o Escritor. Será uma boa oportunidade para professores, estudantes e o público em geral conhecer o processo criativo e trocar ideias e experiências sobre a produção literária, além de adquirir por R$ 40 o exemplar do seu terceiro livro “Serra do Padeiro – A Saga dos Tupinambás”, obra ficcional, editada pela Via Litterarum.

Waldeny ainda é o autor dos livros “Vidas Cruzadas”, ambientado em Ilhéus, e lançado na 2ª Bienal do Livro em Salvador, em 2013, com edição já esgotada, e “A Ilha de Aramys – 40 Anos de Eleições em Itabuna”, em 2014, que narra à aventura apaixonada de um casal em imaginária ilha no Rio Cachoeira. A sua investida na literatura se deu oito anos após aposentar-se do rádio, onde apresentou por 29 anos até 2000, o programa de notícias e comentários “Microfone Aberto”, de segunda a sexta-feira, às12h30min, na Rádio Jornal de Itabuna. 

O livro “Serra do Padeiro – A Saga dos Tupinambás” é sucesso de crítica e também de público em Salvador, Ilhéus e Itabuna, onde foi lançado em sessões de autógrafos e pode ser encontrado em livrarias. A obra ficcional fala da aventura e desventura dos índios Tupinambás da Serra do Padeira e de áreas de mata atlântica dos municípios de Ilhéus, Una e Buerarema no sul da Bahia. Contém capítulos curtos e dinâmica e precisa narrativa, distribuída ao longo de 288 páginas e de agradável leitura. 

O pano de fundo deste palpitante thriller é a história de vida de uma família constituída por um sobrevivente da 1ª Guerra Mundial e uma índia. E, de forma surpreendente, fala da conquista e do desbravamento das terras no sul do Estado para a implantação da lavoura cacaueira que formou uma pujante economia regional, geradora de receita tributária ao Estado, entre as décadas de 1930 e 1980, do século XX. 

Para ter acesso ao Bate-Papo com o Escritor será necessária a doação de 1 kg de alimento não perecível que será repassado pela biblioteca à ceia de Natal de famílias carentes. A Biblioteca Municipal Plínio de Almeida é unidade da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) que oferece a pessoas de todas as idades rico acervo bibliográfico para os estudos e a pesquisa. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, no Espaço Cultural Josué Brandão, no bairro Conceição.